Mostrar mensagens com a etiqueta Irina Kokhlova. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Irina Kokhlova. Mostrar todas as mensagens

3 de janeiro de 2023

Receção de Camões na Rússia









"O escritor Luís de Camões, a par de Fernando Pessoa, é um dos poetas lusófonos mais traduzidos para língua russa, podendo, neste campo, competir com outros nomes da poesia a nível mundial.
O maior homem das letras portuguesas começou a ser conhecido na sociedade russa em meados do séc. XVIII, numa altura em que se assistia precisamente à aproximação das cortes de Lisboa e de São Petersburgo."

José Milhazes, in Camões: o maior dos nossos poetas na Rússia.

 









Traduções da obra camoniana 













Лузиады [Os Lusíadas] 



Moscou: Rudomino Book Centre, 2014.





2011 – Лузиады [Os Lusíadas]. Introd., trad. poética e comentário de Olga Ovcharenko. São Petersburgo: Vita Nova.

2002 – Camões na Literatura Russa: séculos XVIII-XX. – Antologia. Ed. Biblioteca Nacional da Literatura Estrangeira em Moscovo, Moscovo. – [243 p., il.].

1988 – Лузиады. Сонеты / Os Lusíadas. Sonetos. – Pref., comentários e trad. da epopeia por Olga Ovtcharenko; tradução dos sonetos por A. Bondar, E. Witkovsky, M. Talov, N. Belov, Olga Ovcharenko, V. Igelnitskaya, V. Levik, V. Reznichenko. Il. de sobrecapa e ilustrações de interiores por Lydia Ilyina. Moscou: Художественная литература [Ficção], 1988. – [capa dura e sobrecapa, 504 p.]. / 2.ª ed., Moscou: Eksmo-Press, 1999. – [capa dura e sobrecapa, 480 p.].













Drama português

[Luis de Camões – El Rei Seleuco, Filodemo; Francisco Sá de Miranda]
Trad. de Y. Stefanova, Alexandra Koss, Alla Sharapova.
Moscovo, 1985.





1980 – Лирика [Letra da música]. Comp. E. Golubeva e I. Khokhlova; Pref. S. Eremina. Moscou: Худож. лит.

1974 – Лузиады: Отрывки [Lusíadas: Fragmentos]. Trad. Inna Tynyanova. Col. Poetas europeus do Renascimento. Moscovo.










Sonetos

1964
Pref. e trad. por Wilhelm Levick e M. Talov
Moscou: Художественная литература [Ficção].










Лузиады: Поэма в десяти песнях. Текст поэмы


Pref., ensaio biográfico e trad. em prosa por Alexandre Tchudino

São Petersburgo, col. “Biblioteca Clássica Russa”, Edição de A. I. Glazunov, 1897.







1882 – Os Lusíadas, 15 págs., publicadas, tradução por Vladimir Markov.

1788 – Os Lusíadas: poema heróico. Moscovo. – Tradução integral em prosa por Alexandre J. Dmitriev a partir da ed. francesa La Lusiade... poème historique en 10 chants (trad. V. d’Hermilly e La Harpe).

1779 – Os Lusíadas, Canto III, tradução em prosa a partir do francês. – Publicado na Rússia em 1779, desconhece-se o autor.

1744 – Breve Compêndio de Retórica, de M. V. Lomonossov (1711-1765). – Contém exemplos da obra camoniana e de outros autores universais.



Referências:




Leituras Camonianas:
  1. AA.VV. (1994) [I] Leituras camonianas: materiais do primeiro colóquio de lusitanistas da Rússia. Org. Faculdade de Filologia da Universidade Estatal de Moscovo Lomonóssov; colab. e rev. dos textos em port. Filipa Ribeiro da Cunha; colab. e rev. dos textos em russo Marina A. Kossárik. Moscovo: U.E.L. – [99 p., ISBN 5-85302-033-1].
  2. AA.VV. (1995) [II] camonianas: materiais do colóquio científico internacional de lusitanistas. Og. Faculdade de Filologia da Universidade de Moscovo Lomonóssov; colab. e rev. dos textos port. Filipa Ribeiro da Cunha; colab e rev. dos textos russo Marina A. Kossárik. Moscovo: U.E.M.L. – [111 p., ISBN 5-7552-0084-X].
  3. AA.VV. (1998) III Leituras Camonianas: encontro de lusitanistas [em Moscovo]. – Moskovskij gosudarstvennyj universitet imeni M V Lomonosova, Russia, 20-22-05.1998.
  4. AA.VV. (2000) IV Leituras Camonianas: materiais do colóquio científico internacional de lusitanistas. Moscovo, Universidade Estatal de Moscovo Lomonossov. – [ISBN: 5-317-00021-1]
  5. AA.VV. (2016) V Colóquio das “Leituras Camonianas”, Moscovo, Universidade Estatal de Moscovo Lomonossov, 28.10.2016. – Org. Professores de Português da Universidade de Moscovo. – „O evento juntou cerca de 30 estudiosos das mais prestigiadas universidades do país, e da Academia de Ciências da Rússia, em torno das questões da lusofonia.“

  • BELOUSOV, R. (1980) Camoens, o criador de "Lusiad", in Eastern Almanac, Moscou.
  • BOREVSKAYA, N. E. (1974) Сравнительный анализ «Лузиад» Камоэнса  [Análise comparativa dos "Lusíadas" de Camões], in Народы Азии ной. Moscou, p. 623-641.
  • DROBINSK, A. - [verbete sobre Os Lusíadas], in Enciclopédia Soviética. [...].
  • JIRMUNSKY, Malkiel (1915) Comédias de Camões, in Liubov q triom apelsinam [Amor às Três Laranjas], Petrograd: in Livros 4/7, p. 159-165.
  • JUKOVSKI, V. A. (1839) Camões [poema dramático]. – [V. A. Jukovski, 1783-1852].
  • KANDEL, B. L. (1970) Camöens dans la littérature russe, Revue de littérature comparée, n.º 4 (out.-dez. 1970), p. 509-531.
  • KHERÁSKOV, M. M. (1779) “Ponto de vista sobre poemas épicos” [valorização da epopeia camoniana], introd. a Russíada (1779).
  • KHOKLOVA, Irina (2011) Receção de camões na literatura russa, verbete, in Dicionário de Luís de Camões. Coord. Vítor Aguiar e Silva, Lisboa: Caminho, p. 824-832.
  • KOKHLOVA, Irina (1984) Camões na literatura russa, in Estudos sobre a projecção de Camões em Culturas e Literaturas Estrangeiras, Org. Academia das Ciências de Lisboa. Lisboa: ACL., Col. “Os Lusíadas”, vol. III, p. 529-550.
  • LEVICK, Wilhelm (1964) Poeta, soldado e navegador, in Sonetos. Pref. e trad. por V. Levik e M. Talov. Moscou: Художественная литература.OVTCHARENKO, Olga (1988) A musa rebelde de Camões, prefácio, in Os Lusíadas. Sonetos. – Pref., comentários e trad. da epopeia por Olga Ovtcharenko; tradução dos sonetos por Olga Ovcharenko et al., Moscovo: Художественная литература, p. 5-11.
  • OVTCHARENKO, Olga (1992) A mulher na obra camoniana, Colóquio/Letras, Ensaio, n.º 125/126 (Jul. 1992), p. 9-13.
  • OVTCHARENKO, Olga (1993) O elemento épico n’Os Lusíadas e n’A Guerra e Paz, Vértice, (jan.-fev. 1993).








Olga OVTCHARENKO
Luís de Camões e os aspectos mais relevantes da literatura renascentista portuguesa
Moscovo: Golos-Press, 2005.



  • PLAVSKIN, 3. I. (1966) Камоэнс [Camoens], in Краткая литературная энциклопедия [Breve enciclopédia literária], vol.  3, 374-379.
  • TREDIAKOVSKI, V. K. (1766) “Explicação preliminar ao poema heróico” [expressa a sua opinião sobre a epopeia camoniana], in Telemaquida (1766).




Para saber +