2 de maio de 2022

Entrada

Luís de Camões

Diretório de camonística


Retrato do poeta, c. 1570,por Fernão Gomes (1548-1612)
Luís de Camões (c.1524 – Lisboa, 1580) é um dos maiores escritores do mundo, em língua portuguesa. Desde o Classicismo (séc. XVI) até à nossa contemporaneidade que “o engenho e arte” manifestados pelo poeta na sua epopeia Os Lusíadas (1572) e nos seus poemas líricos das Rimas (1595) tem fascinado o leitor comum e o leitor especializado, proporcionando extensa e diversa receção crítica (artigos, ensaios, teses académicas...), glosas de homenagem e emulativas, criativa recriação por parte de escritores. Em todas as épocas, contínuas gerações têm admirado a sua obra e nela encontrado o eco ou o desvelar dos seus próprios sonhos e anseios. Nesse sentido, como referiu o camonista Vítor M. Aguiar e Silva, “Camões é um clássico que tem sido moderno ao longo dos séculos”.

Pode navegar pelas suas múltiplas facetas através das páginas aqui apresentadas:

A sua vida divulga informação e recursos sobre a biografia do poeta.

A sua obra mostra inicialmente as obras camonianas arrumadas por género (lírica, épica, teatro, cartas) e, dentro de cada género maior, fornece os textos dos subgéneros. No final, providencia-se a ligação para as Obras digitalizadas de Luís de Camões na Biblioteca Nacional de Portugal.

A época apresentará ligações para os grandes movimentos culturais e filosóficos que modelaram o tempo histórico de Camões; a influência de autores espanhóis e italianos; autores contemporâneos de Camões.

Testemunhos consiste numa antologia de excertos de consagrados camonistas sobre a vida e a obra de Camões.

Fortuna crítica contém listas de referências (bibliografia passiva) sobre a vida e a obra de Camões: receção crítica (coleções camonianas, ensaios, teses académicas, atas de encontros, artigos de periódicos e números temáticos, etc.); receção criativa (obras literárias e artísticas inspiradas em Camões) e traduções noutras línguas.

Multimédia abre-se ao diálogo intertextual da obra camoniana com as artes: Iconografia, Cinema, Música, etc. Pode ser uma aliciante porta de entrada no universo literário de Camões.

Recursos didáticos disponibiliza "materiais" (fichas de trabalho, resumos, esquemas, documentos históricos, etc.) que podem orientar o estudo da obra camoniana de acordo com os Programas e  Metas Curriculares de Português. É um auxiliar do ensino (para professores) e da aprendizagem (para os alunos) no que concerne a leitura dos textos líricos e da epopeia Os Lusíadas. Apresentam-se algumas referências bibliográficas e da Internet.

Utilitários reúnem informação prática e útil. São “ferramentas” de apoio ao navegante: Contactos; Mapa do blogue (um índice mais pormenorizado das principais secções do blogue); Siglas e Abreviaturas (utilizadas sobretudo nas referências bibliográficas); Glossário (de estudos literários, antropónimos, topónimos e vocabulário específico da obra e da época de Camões); Cursos de Estudos Camonianos; Notícias (Informação periódica recente, disponibilizada online).

Efemérides apresenta as datas celebrativas de Camões (os centenários, os "Ano Camões") ou importantes para os Estudos Camonianos.



Michael Murrin e o épico alegórico na Renascença


Michael Murrin, 1938-2021













1 de maio de 2022

Somos Todos Camões - peça de teatro infantojuvenil sobre Camões


SOMOS TODOS CAMÕES

FITA 2022 - Teatro Ibérico
5 a 14 de MAIO
Duração: 50’

Texto: João Garcia Miguel
Encenação: Rita Costa
Interpretação: Beatriz Gonçalves
Criação e interpretação musical: Ricardo Martins
Cenografia: Rita Prata
Desenho de luz: João Rafael da Silva
Direção de Produção: Inês Pires
Direção Técnica: Miguel Dias
Assistência de encenação: Pedro Bedim
Design e comunicação: Ruben Ferreira
Apoio à divulgação: Telmo Botelho
Apoio Técnico: AUDEX
Assessoria de imprensa: The Square, Raquel Alfredo, Carla Brito, Carla Brito, Catarina Pontes Media: Partner Rádio Sons do Sul




Sinopse

"Tendo por começo uma leitura de vários ensaios e biografias da vida de Camões – João Garcia Miguel reescreve uma história acerca de um homem que iria, através dos seus sonhos e das aventuras que viveu, tornar-se numa das maiores figuras literárias portuguesas de todos os tempos.

Camões: quem foi o homem e onde começa a sua lenda? O que é que o tornou nesta figura quase mítica e gigante que vive no imaginário de todos nós? Como podemos imaginar a sua vida, o seu percurso, do qual sabemos tão pouco, aproximando-o do homem comum, apaixonado e aventureiro?

Com encenação de Rita Costa, SOMOS TODOS CAMÕES, pretende desconstruir uma figura fantástica de um Camões e falar nele acima da obra que nos deixou. É tentar contar Camões no seu dia-a-dia, imaginando as aventuras que o levaram a escrever uma obra acerca dos portugueses, mas também de uma nova humanidade e de um mundo futuro.

Esta tarefa não é fácil, pois sabe-se muito pouco acerca da sua vida. Podemos apenas levar o público a pensar o poema e a poesia como algo ainda possível, mesmo nos dias de hoje.

Contado por uma mulher, este Camões sou eu, és tu, somos todos."






24 de março de 2022

Celebrando Camões, ciclo de 4 conferências proferidas por Maria Bochicchio

Celebrando Camões

Ciclo de conferências dedicado a Luís de Camões

Na Livraria Exclamação
21 março / 1 abril / 8 abril / 15 abril

Organização: Maria Bochicchio; CIEC, Universidade de Coimbra

Evento gratuito limitado a um máximo de 20 pessoas.


Trata-se de um ciclo de conferências promovido pelo grupo de trabalho Poética e Retórica do Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos (CIEC) em parceria com a Editora Exclamação.

No Dia Mundial da Poesia, e no âmbito das celebrações dos 450 anos da publicação d’ "Os Lusíadas", foi inaugurado na Livraria Exclamação um ciclo de conferências dedicado a Luís de Camões.

São realizadas 4 conferências, com o objetivo de “ponderar em que medida e de que modo Camões permanece um mito vivo, e como a sua obra continua a dirigir sedutores apelos ao pensamento e à poética, fecundando intertextualmente a literatura contemporânea.”







CICLO DE CONFERÊNCIAS: CELEBRANDO CAMÕES

Oradora: Maria Bochicchio

Todos os dias às 21h



1a conferência, 21 de Março – CAMÕES: TENSÃO E NARRATIVIDADE



2ª conferência, 1 de Abril – CAMÕES E A POESIA PORTUGUESA DO SÉCULO XIX



3ª conferência, 8 de Abril – CAMÕES E A POESIA PORTUGUESA DO SÉCULO XX



4ª conferência, 15 de Abril – CAMÕES E A POESIA PORTUGUESA DO SÉCULO XXI







23 de março de 2022

Partilhar Os Lusíadas", com a direção de Cecília Sousa, na Fábrica Braço de Prata



Partilhar Os Lusíadas

teatro

Com a direção artística de Cecília Sousa


Dias 12, 19 e 26 de Março de 2022

Sábado: às 15h e às 17h.

na Fábrica Braço de Prata


“Partilhar os Lusíadas” envolve quatro nomes do teatro: Cristina Cavalinhos, David Silva, João Cabral e Sofia de Portugal, como atores e coencenadores.

Este é um projeto performativo interdisciplinar a partir da obra “Os Lusíadas”, explorando um olhar renovado sobre antigos conhecimentos e partilhando experiências e saberes que vão processar a intemporalidade do texto, unindo artistas profissionais e jovens aprendizes (60 alunos de três escolas do ensino secundário ou profissional).

Em cada uma das 10 salas do espaço, o espetador assistirá à dramatização de 1 dos 10 cantos de “Os Lusíadas”, com a duração de dez minutos cada.


“Revisitar uma obra como “Os Lusíadas” é um mergulho hermenêutico do qual se sai naturalmente transformado”, refere Eugénia Vasques, professora coordenadora na Escola Superior de Teatro e Cinema.



Para saber +



18 de março de 2022

Colóquio Internacional Sá de Miranda e a História Literária, 26 e 27 de maio de 2022


 

Colóquio Internacional Sá de Miranda e a História Literária

Evento online
nos dias 26 e 27 de maio de 2022

Organização do  
Centro de Estudos Mirandinos

Objetivos:

O Colóquio propõe-se “analisar o modo como Sá de Miranda 
tem sido percecionado no decorrer da nossa História Literária, 
sujeito a diversos entendimentos consoante 
as dinâmicas socioculturais e estético-ideológicas em vigor.” 
*
Visa, pois, “estudar o impacto da obra do poeta do Neiva, 
que [...] não deixou de marcar sucessivas gerações de autores”, 
ou seja, almeja ver “como evolui a sua receção do século XVI para cá.”
 

Línguas de comunicação: 

português, inglês, espanhol e francês.

Comissão Organizadora:

Sérgio Guimarães de Sousa (Universidade do Minho)
Micaela Ramon (Universidade do Minho)
Luciana Braga (Centro de Estudos Mirandinos)
Anabela Costa (Biblioteca Francisco de Sá de Miranda)




Propostas de comunicação:

O Centro de Estudos Mirandinos (CEM) 
convida à apresentação de propostas de comunicação no Colóquio

Está prevista a publicação de um volume com as comunicações do evento.

Submissão de propostas de comunicação e nota biográfica 
até 31 de março
para o e-mail: cem@bibliomares.pt 




A vida e a obra de Francisco de Sá de Miranda



Poesia / de Francisco de Sá de Miranda

Coord. de José Camões e Filipa de Freitas.
Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2021.


Uma edição moderna de um clássico, 
que reúne e apura novas versões de composições poéticas.

Com uma apresentação atualizada do Poeta.

Estudos introdutórios:

“A linguagem poética de Sá de Miranda”, por Hélio J. S. Alves.
“Las églogas de Sá de Miranda”, por José Javier Rodríguez.
“Soneto de sete faces”, por Marcia Arruda Franco.
“A viagem maior: Francisco de Sá de Miranda e os autores clássicos”, por Ana María S. Tarrío.
“A obra de Francisco de Sá de Miranda vista pelos poetas quinhentistas”, por T. F. Earle.

Inclui ainda:

um vasto aparato de variantes, 
notas contextuais,
 glossário e 
um longo catálogo bibliográfico.



Para saber +