Mostrar mensagens com a etiqueta 2024 Teatro. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta 2024 Teatro. Mostrar todas as mensagens

2024/05/25

Teatro "A Grande Fantochada"




A Grande Fantochada

TEATRO

5 JUN. 2024 | às 21h30

Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria

uma história divertida com

Hugo van der Ding, Joana Gama (boneco do piano) e Vítor d'Andrade












A Grande Fantochada

"Tem Mozart? Tem. 
Tem sonetos de Camões? Tem. 
Tem coisas gravíssimas? Tem. 
E amor por todo o lado."


“A Grande Fantochada” 
é um formato inédito, criado por um dos nossos mais originais humoristas, 
que recria a História de Portugal (e outras histórias) num espetáculo ao vivo
 através de marionetas – manipuladas pelo próprio Hugo Van der Ding e 
por Vítor D’Andrade – acompanhados pela pianista Joana Gama."
página no Facebook, 25.05.2024










Redação: 26.05.2024

2024/05/10

Vamos ao teatro em língua portuguesa na África do Sul com o Teatro do Botão!




𝗢𝗦 𝗟𝗨𝗦Í𝗔𝗗𝗔𝗦 𝗖𝗢𝗠 𝗨𝗠𝗔 𝗣𝗘𝗥𝗡𝗔 ÀS 𝗖𝗢𝗦𝗧𝗔𝗦

TEATRO

pelo Teatro do Botão







ENG.

𝟭𝟱𝘁𝗵 𝗠𝗮𝘆 | Doors open @ 𝟭𝟳:𝟬𝟬 | 𝗣𝗹𝗮𝘆 𝘀𝘁𝗮𝗿𝘁𝘀 @ 𝟏𝟖:𝟎𝟎

Barnyard Theatre, Emperors Palace

𝘌𝘯𝘨𝘭𝘪𝘴𝘩 𝘴𝘶𝘣𝘵𝘪𝘵𝘭𝘦𝘴


Uma iniciativa do | 𝘈𝘯 𝘪𝘯𝘪𝘵𝘪𝘢𝘵𝘪𝘷𝘦 𝘰𝘧
Camões I.P South Africa






"Immerse yourself in a captivating theatrical experience 
tailored for families and school audiences, 
with English subtitles.

Step into the world of the renowned author 𝗟𝘂í𝘀 𝗱𝗲 𝗖𝗮𝗺õ𝗲𝘀 
as we bring his masterpiece, "𝙏𝙝𝙚 𝙇𝙪𝙨𝙞𝙖𝙙𝙖𝙨," to life on stage. 
This epic poem stands as the quintessential Portuguese epic, 
comprised of 10 cantos that chronicle 
Vasco da Gama's monumental voyage to uncover the sea route to India. 

Alongside this historic journey, the narrative also weaves in 
other pivotal moments from Portugal's rich history.

Don't miss the opportunity to witness this mesmerising performance in Portuguese, 
promising an enriching and enjoyable experience for all.

Join us for an unforgettable journey through time and literature."


PORT.

𝟏𝟓 𝐝𝐞 𝐦𝐚𝐢𝐨 | 𝗔𝗯𝗲𝗿𝘁𝘂𝗿𝗮 𝗱𝗲 𝗽𝗼𝗿𝘁𝗮𝘀: 𝟭𝟳h | 𝗜𝗻í𝗰𝗶𝗼 𝗱𝗼 𝘁𝗲𝗮𝘁𝗿𝗼: 𝟏𝟖h
No Barnyard Theatre | Emperors Palace


"Um espetáculo dirigido ao público escolar e famílias 
legendado em inglês
A obra mais conhecida de Luís de Camões,
o poema épico Os Lusíadas que é considerado a epopeia portuguesa por excelência.
Os dez cantos que o compõem descrevem a viagem de Vasco da Gama 
na descoberta do caminho marítimo para a Índia, 
durante a qual se vão descrevendo outros episódios da História de Portugal.
Junte-se a nós para que, entre gargalhadas, 
possa usufruir deste espetáculo em português."







para saber +



















A Cor do Limão, um espetáculo performativo para as famílias


Imagem in: página do Facebook - Cristina Andante

A Cor do Limão

TEATRO & ARTE para CRIANÇAS

1 JUN. 2024 | às 15h

Duração: 30 minutos + 10 minutos de brincadeira

Na Biblioteca Municipal de Marvila



Encenação: Cristina Paiva e Fernando Ladeira
Poesia: Luís de Camões
Interpretação: Cristina Paiva
Ilustrações: Mafalda Milhões
Produção gráfica: Pedro Maia
Música: Joaquim Coelho
Cenário: Cristina Paiva, Fernando Ladeira e Maria Luiz
Figurino: Maria Luiz
Mestra de costura: Teresa Louro
Sonoplastia: Fernando Ladeira
Serralharia: Leonel & Bicho
Parceiro: O Bichinho de Conto
Produção Andante

+ informações: 

Tel. 218 173 000



O evento integra as
comemorações da Câmara Municipal de Lisboa
dos 500 anos do nascimento de Luís de Camões.







SINOPSE

"Uma pastora junta o seu rebanho, dá-lhes de comer e conta-lhes uma história de amor. Canta-lhes para as ajudar a comer, para as adormecer, para brincarem e para descobrirem palavras novas.

Um espetáculo verde para bebés. Um espetáculo cheio de interrogações e de poesia: Onde está o verde? Nas ervas dos campos? No limão verde, amarelo, azul? No prato da sopa? Nos olhos do meu bem? A cor, o som, o canto, a dança das palavras. As palavras são o nosso brinquedo favorito.

Um espetáculo para bebés a partir de um poema de Camões. Um poema de amor onde a música, as imagens, as cores e os sentidos se hão-de conjugar para criar um momento de partilha entre a arte e os bebés, entre a poesia e as famílias, entre a luz dos nossos e dos vossos olhos."



A cor do Limão (teaser)


"Em que estou a pensar? 

Que este ano se celebram 500 anos de Camões. Que nós temos um espectáculo para a primeira infância com um dos seus belos poemas e que quem gosta desta coisa das "redondinhas" bem podia aproveitar. 

Se um poema de Camões servir para os bebés comerem a sopa, pode ser que um dia mais tarde essas palavras ajudem a dar voz a sentimentos difíceis de verbalizar, pode ser que quando se apresentar como um autor obrigatório na escola, seja já um objecto familiar. 

Pelo que temos observado, desde que fazemos este A COR DO LIMÃO, não são só os bebés que ficam deliciados com estas palavras, também os pais que os levam ao espetáculo, os manos mais velhos que os acompanham, ou como toda a gente fica pasma por os avós conhecerem tão bem este poema. 

Um espectáculo de promoção da leitura para bebés é apenas uma plataforma de arranque para trabalhar a promoção da leitura com toda a família. 

É uma ideia."

na sua página do Facebook: Cristina Andante



2024/03/23

Os amores de Camões é uma peça da Varazim Teatro




Um não sei quê, que nasce não sei onde
ou Os amores de Camões

TEATRO

XVI Produção da Companhia Certa da Varazim Teatro

Comemorações do Dia Mundial do Teatro
e 500 anos do Nascimento de Luís de Camões

No Cine-Teatro Garrett, Póvoa de Varzim

23 MAR. 2024, Sábado, às 21h30 | 24 MAR. 2024, Domingo: às 17h

26 MAR. 2024, Terça: às 21h30 |  27 MAR. 2024, Quarta: , às 21h30

Duração: 75min
Com interpretação em Língua Gestual Portuguesa




Ficha Artística:

A partir de Luís de Camões
Dramaturgia: Joana Soares
Encenação: Ana B.
Interpretação: Eduardo Faria e Joana Soares
Figurinos: Adélia Agra
Operação Luz: Ana Patrícia Silva
Direção de Produção: Joana de Sousa







Sinopse:

"Quem foi afinal Camões?
Seria uma única mulher a inspirar-lhe a poesia?
Esteve mesmo perdido de amores ou inventou todo o sentimento que escreveu?

Que se sabe sobre o que fez entre um desterro e outro entre um naufrágio e outro?
Admirado e glorificado, escreveu o grande poema épico nacional: Os Lusíadas. Isso é certo. Mas d’ Os Lusíadas falaremos mais tarde.

Camões escreveu dos mais belos poemas da língua portuguesa e na sua poesia lírica avultam os poemas de temática amorosa. Muitos historiadores e investigadores têm procurado na poesia aquilo que os documentos históricos não contam.

A partir da sua poesia e nos poucos documentos que existem, Teófilo Braga, tentou desvendar-lhe os dias.

Neste quase ensaio, Camões está em palco e, entre poesia e prosa, vai contando a sua vida e mostrando a sua obra.

500 anos após o seu nascimento, Camões estará em cena com algumas certezas e muitos pontos de interrogação. Aquilo que não sabemos sobre a sua vida, podemos sempre imaginar."
Fonte do texto: evento no Facebook





  1. Cartaz da peça Um não sei quê, que nasce não sei onde ou Os amores de Camões, pela Companhia Certa.
  2. Fotografia do evento por Vítor Ferreira, divulgadas na sua página no Facebook.



para saber +






2024/01/29

"Os Lusíadas" com uma perna às costas é teatro para jovens e promete ser divertido, pela equipa do Teatro do Botão






OS LUSÍADAS 

COM UMA PERNA ÀS COSTAS

TEATRO

3º ciclo e secundário 

O espetáculo é dirigido ao público escolar e famílias 
pode acontecer em auditórios, escolas ou museus. 

Duração: 75 minutos 

pela companhia


Marinha Grande
PORTUGAL
+351 910 576 506



"Provavelmente a obra mais conhecida de Luís de Camões, 
o poema épico “Lusíadas” é considerado a epopeia portuguesa por excelência. 
Os dez cantos que o compõem descrevem a viagem de Vasco da Gama na descoberta do caminho marítimo para a Índia, 
durante a qual se vão descrevendo outros episódios da História de Portugal, glorificando o povo português.
Respeitando sempre a estrutura do poema, 
simplificamos e atualizamos a história para que, entre gargalhadas, 
possam gostar desta obra (e do espetáculo!) tanto como nós."







FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: 
Susana Rodrigues, a partir da epopeia de Camões
Encenação: 
Cristóvão Carvalheiro
Interpretação: 
Cristóvão Carvalheiro, Mafalda Canhola, Maria Botas e Nuno Geraldo
Cenografia: 
Vânia Colaço






© O texto citado e as imagens utilizadas neste post são do 
Teatro do Botão: webpage e Facebook