Mostrar mensagens com a etiqueta Gonçalo M. Tavares. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Gonçalo M. Tavares. Mostrar todas as mensagens

2024/06/10

Camões com K - por linguagens nunca dantes navegadas, conversas no Coliseu Porto Ageas


“Camões com K - por linguagens nunca dantes navegadas”

Conversa com Gonçalo M. Tavares, Filomena Viegas e 
moderação de Fátima Vieira 

10 JUN. 2024 | às 18h30

No Salão Jardim, Coliseu Porto Ageas, Porto


O evento insere-se no projeto Mantras do Coliseu”, 
que em cada mês aborda uma temática diferente. 
O mês de junho tem como tema o binómio Pertencer > Língua.

Entrada livre, 
mediante levantamento prévio de bilhete, 
a partir de dia 8 de junho, às 13h00, 
na bilheteira do Coliseu, 
até à hora do evento.








No dia 10 de Junho, 
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, 
o Coliseu Porto Ageas 
assinala os 500 anos do nascimento de Camões com 
“Camões com K - por linguagens nunca dantes navegadas”. 


"Uma Conversa com 
Gonçalo M. Tavares, 
Filomena Viegas
moderação de Fátima Vieira 
que reúne os conceitos do nosso feriado Nacional: 
procurar-se-á fazer um diagnóstico à 
forma como hoje se lê e ensina Camões em Portugal, 
mas também como as gerações mais jovens 
escrevem português na Internet e 
de que forma isso pode transformar um idioma.

Gonçalo M. Tavares vai conduzir esta 
Conversa em torno d’Os Lusíadas
fazendo o paralelismo com o seu romance 
“Uma Viagem à Índia”, que lançou em 2010."


"Como é que os alunos reagem hoje a 
obras como “Os Lusíadas” e outros clássicos portugueses? 
De que forma a escrita abreviada e sem pontuação que 
predomina na escrita online e nos smartphones está a moldar o português? 
Numa altura em que o Português voltará a ser 
disciplina obrigatória para todos os alunos do 12.º, e 
em vésperas de milhares de alunos serem chamados a fazer o Exame Nacional, 
o que pode o país perspetivar em relação à língua, 
quer em Portugal, quer junto das Comunidades?"

Filomena Viegas
que presidiu a Associação de Professores de Português, 
junta-se a Gonçalo M. Tavares para partilhar o panorama atual, 
numa Conversa moderada por Fátima Vieira
Vice-Reitora para a Cultura e Museus da Universidade do Porto e 
Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.



Imagens in Coliseu Porto Ageas, 4.06.2024







para saber +



in Notícias, Coliseu Porto Ageas, 4.06.2024









Redação: 11.06.2024

2024/04/27

Os Lusíadas pelos cidadãos da cidade do Porto



500 ANOS LUÍS DE CAMÕES

na cidade do Porto

VENHA LER OS LUSÍADAS 


29 ABRIL a 3 MAIO 2024
das 10 às 13 horas e das 14h30 às 18h30

Edifício dos Paços do Concelho - Câmara Municipal do Porto
As leituras serão realizadas na sala de reuniões do 4.º piso.

Inscrições:

A leitura é filmada e os vídeos serão distribuídos, em Qr code, 
por 10 cantos da cidade do Porto.


um projeto do escritor 
Gonçalo M. Tavares

coorganizado 
pelo Município do Porto


Camões na cidade do Porto

É "[...] um projeto com curadoria de Gonçalo M. Tavares. O escritor propõe-se “distribuir Os Lusíadas, as suas 1102 estrofes, por 1102 cidadãos ao acaso”, com o critério de ter uma criança de sete anos a ler “As armas e os barões assinalados”, a primeira estrofe, e uma pessoa de 87 anos a terminar a leitura, em “Sem à dita de Aquiles ter enveja” para que “possamos acompanhar gerações sucessivas a ler o mesmo livro”.

As gravações serão, depois, espalhadas pela cidade (acessíveis através de códigos QR). “Os dez cantos d’Os Lusíadas estarão em dez cantos do Porto”, explica Gonçalo M. Tavares, sublinhando a lógica de “além de chamarmos a comunidade, também o próprio território apareça”. Quem quiser fazer parte da leitura coletiva, poderá inscrever-se através do endereço de correio eletrónico camoes500anos@cm-porto.pt."
In: Guilherme Costa Oliveira - Porto. [online], 23.01.2024.











para saber +

Guilherme Costa Oliveira
in Porto. [online], 24.04.2024.

Guilherme Costa Oliveira
in Porto. [online], 23.01.2024.