Mostrar mensagens com a etiqueta Coimbra. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Coimbra. Mostrar todas as mensagens

2024/06/23

Concerto "Canta Camões" no Festival das Artes 2024 de Coimbra

  

Recital pela dupla Nuno Vieira de Almeida e Susana Gaspar

"Canta Camões"

Canções sobre poemas de Camões

CONCERTO

com Nuno Vieira de Almeida Susana Gaspar


22 JUL. 2024 | às 21h00 | Jardins da Quinta das Lágrimas, Coimbra

no âmbito do 15º Festival das Artes QuebraJazz





"Foi a convite do Festival das Artes em Coimbra e de “Alentejo à Sombra” / World Heritage Festival – uma comemoração cultural de 3 dias patrocinada pela Égide – que imaginei este Recital Camões. 

Camões é um dos maiores escritores de todos os tempos e a pifieza das comemorações nacionais tem-me feito espécie. 
Assim, à minha maneira, comemoro-o com este recital para o qual recorro à minha amiga e parceira de já tantos concertos – Susana Gaspar

O recital compõe-se de duas partes distintas. A primeira é integralmente preenchida com obras musicais de Luís de Freitas Branco e Fernando Lopes Graça sobre poemas de Camões; a segunda pretende demonstrar a sua importância  dentro de uma certa tradição europeia dando a ouvir 3 canções do “Livro de Canções Espanholas” de Hugo Wolf (uma delas sobre texto de Camões) e os “Três Sonetos do Português” de Viktor Ullman sobre poemas de Elisabeth Barrett Browning. 
A tradução portuguesa refere esta obra poética como Sonetos Portugueses o que em minha opinião não está correto. Sonnets From The Portuguese refere directamente Camões  por sugestão de Robert Browning, marido de Elisabeth, como homenagem ao grande poeta e por Robert saber da enorme admiração da mulher pelo poeta português. 
E esta pequena obra composta por apenas três canções, é bastante eloquente. É raro ouvir-se uma declaração de amor tão apaixonada, a roçar o grito extático, como a que podemos ouvir aqui.

 Portanto, de alguma forma, Camões está também presente nesta música e nestes poemas. 
Ah, e felizmente pertence ao mundo, não só a Portugal."
Nuno Vieira de Almeida | Facebook, 30.05.2024




PROGRAMA


Luís de Freitas Branco

– O culto divinal se celebrava
– A formosura desta fresca serra
– Cá nesta Babilónia

Fernando Lopes Graça

– Sete anos de pastor
– Alma minha
– Oh, como se me alonga
– Por que vossa beleza a si se vença

Hugo Wolf

- Die ihr schwebet (Lope de Vega)
- Tief im Herzen trag ich Pein (Camões)
- Geh’, Geliebter, geh’ jetzt (Anónimo)

Viktor Uhlmann

3 Sonnets from the Portuguese na tradução alemã de Rainer Maria Rilke
- Briefe, nun mein! (XXVIII)
- Sag immer wieder (XXI)
- Sein erster Kuss … (XXXVIII)










  1. Cartaz do Festival das Artes QuebraJazz, 15.ª edição, intitulada "Mensageiros".
  2. Anfiteatro Colina de Camões, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra.
  3. Cartaz com o Programa do 15.º Festival das Artes QuebraJazz, em Coimbra.





para saber +



in Luís de Camões - Diretório de Camonística, 28.04.2024


Susana Gaspar | Facebook

Festival das Artes | Site oficial












Redação: 22.06.2024

2024/06/10

Exposição fotográfica “O Rosto de Camões” de João Francisco Vilhena

 

“O Rosto de Camões”

EXPOSIÇÃO

de João Francisco Vilhena

10 JUN. a 31 AGO. 2024 | Casa da Cidadania da Língua, em Coimbra

10 JUN. 2024 | às 15:51 - Inauguração


Uma parceria entre 

OPART / Teatro Nacional de São Carlos
 Casa da Cidadania da Língua, de Coimbra
Associação Portugal Brasil | Câmara Municipal de Coimbra





"uma reflexão artística sobre a iconografia do poeta nacional"

"10 rostos, um de cada um dos países de língua portuguesa 
mostram um Camões inesperado, diverso e contemporâneo."





"A exposição, concebida pelo artista João Francisco Vilhena, propõe 
um ensaio fotográfico de 10 retratos, 
inspirados no célebre quadro de Luís Vaz de Camões,
com cinco homens e cinco mulheres de diferentes idades e 
origens dos territórios de língua portuguesa. 
Estas fotografias, a cores, mostram figuras anónimas vestidas com 
os trajes típicos do século XVI, incluindo a emblemática gola de Camões,
 simbolizando a diversidade e unidade da língua portuguesa

Destaca-se na Exposição:

Retratos Fotográficos: 
10 retratos a cores de figuras anónimas de territórios de língua portuguesa, 
todos usando a gola branca camoniana.

Interpretação Artística: 
Uma análise da representação do "quadro vermelho de Camões”, 
 através do retrato pintado “a sanguínea”, da autoria do pintor Fernão Gomes, 
realizado entre 1573 e 1576.

Reflexão Histórica: 
A conexão entre a imagem de Camões e a epopeia d' Os Lusíadas
celebrando a grandeza e a decadência de Portugal.

in Casa da Cidadania da Língua, Evento, Coimbra, 4.06.2024


"A partir do célebre retrato do poeta, pintado a sanguínea, entre 1573 e 1576, por Fernão Gomes, foi desenvolvido um ensaio fotográfico de dez retratos, executados no estúdio fotográfico montado num espaço do Teatro Nacional de São Carlos que contou, para o efeito, com peças do acervo de guarda-roupa do Teatro.

No total, foram nove conjuntos de gibões e gorjeiras da produção de 1979 da ópera Rigoletto, de Giuseppe Verdi e um gibão e gorjeira da produção de 1986 da ópera Roberto Devereux, de Gaetano Donizetti. Os figurinos de ambas as produções foram assinados por Ferruccio Villagrossi (n. 1937)."
São Carlos | Facebook, 11.06.2024







  1. O fotojornalista João Francisco Vilhena (n. 1965). Foi editor fotográfico dos semanários "O Independente" e  "Sol", e diretor de arte da revista pessoana "Tabacaria". - Foto no perfil do artista no Facebook.
  2. Momento da montagem da exposição fotográfica “O Rosto de Camões”. - Imagem no Facebook do artista.
  3. Um dos 10 retratos fotográficos a cores, o de uma jovem lusófona usando a gola branca camoniana.
  4. Jovem brasileiro residente em Portugal posa com indumentária e pose semelhantes às do icónico quadro de Fernão Gomes, o retrato a sépia.
  5. João Francisco Vilhena assinou vários livros em coautoria, como o Diário das Nuvens (Abysmo, 2021), em parceria com João Paulo Cotrim.






para saber +

in Casa da Cidadania da Língua, Evento, Coimbra, 4.06.2024

Carmo Torres
in Diário do Distrito [online], 08.06.2024


João Francisco Vilhena
in Folha de São Paulo, Ilustríssima: suplemento cultural, 8.06.2024







Redação: 23.06.2024, atualizado em 24.06.2024.

2024/05/25

Slam Camões - batalhas de poesia falada em Coimbra




Ciclo Slam Camões

BATALHAS DE POESIA FALADA

De MAI. a NOV. 2024 

Na Casa da Cidadania da Língua
Rua João Jacintho 8, Coimbra

Organização:

Associação Portugal Brasil 200 Anos 
em parceria com 
Câmara Municipal de Coimbra e CIEC da U. Coimbra

Campeonato dirigido por

Maria Giulia Pinheiro
atriz, encenadora e poetisa 







“O próximo poeta da noite é… Luís Vaz de Camões!”

"Slam Camões é um campeonato de poesia falada criado para mostrar que a poesia clássica é aquela que já viveu as ruas de outros tempos. 
O poetry slam é um jogo em que, durante três rondas, poetas falam poemas autorais de até três minutos, sem acompanhamento musical, sem figurinos e objetos cênicos. Cinco pessoas, escolhidas na plateia e cujo único critério de escolha é não conhecer os poetas anteriormente, são os “jurados”, que podem dar notas de 0 a 10 às performances.

No Slam Camões, honramos e valorizamos o grande poeta da língua portuguesa enquanto abrimos espaços de escuta e troca para poetas contemporâneos. 
Durante o evento conduzido por Maria Giulia Pinheiro em todos os últimos sábados do mês de fevereiro a setembro, teremos também intervenções musicais de DJs convidados, uma oficina prévia de 3 horas de duração com artistas convidados, que farão performances poéticas no evento e leituras feitas por Gonçalo Antunes dos 10 Cantos de Lusíadas."






PROGRAMAÇÃO COMPLETA


Sessão 1

25 MAI. 2024, sábado | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: “O que é Poetry Slam?” 
com Liliana Vasques e Maria Giulia Pinheiro 

17h30 - 21h00
A batalha de poesia
com participação especial de Liliana Vasques
Leitura do Canto I de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj


Sessão 2

10 JUN. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina Palavra Falada com Marinho Pina

17h30 - 21h00
Slam Camões
com participação especial de Marinho Pina
Leitura do Canto II de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj


Sessão 3

29 JUN. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: "Escrever para falar" com Rita Capucho

17h30 - 21h00
Slam Camões
com participação especial de Rita Capucho
Leitura do Canto III de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj


Sessão 4

27 JUl. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: "Palavra e música" com Karen David

17h30 - 21h00
Slam Camões com
com participação especial de Karen David
Leitura do Canto IV de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj


Sessão 5

30 AGO. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: O poetry slam como ferramenta de fortalecimento de vínculos e incentivo à leitura e escrita de crianças e adolescentes
com Marina Campanatti (atual campeã de Portugal Slam) 

17h30 - 21h00
Slam Camões
com participação especial de Marina Campanatti
Leitura do Canto VI de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj



Sessão 6

28 SET. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: "Composição da escrita em cena" com Lucas França

17h30 - 21h00
Slam Camões 
com participação especial de Lucas França
Leitura dos Cantos VII e VIII de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj



Sessão 7

26 OUT. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: "A performance poética como escrita em movimentocom Li Alves

17h30 - 21h00
Slam Camões
com participação especial de Li Alves
Grande Final Poetry Slam Camões, com os primeiros e segundos lugares das edições anteriores 
Leitura dos Canto IX de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Dj


Sessão 8

23 NOV. 2024 | na Casa da Cidadania da Língua

10h00 - 12h00
Oficina: "O Corpo em Cena com Silvia Penas 

17h30 - 21h00
Slam Camões com Silvia Penas 
Leitura dos Canto X de Os Lusíadas por Gonçalo Antunes.
Poetry Slam Vale Tudo, Festa da Palavra










TESTEMUNHOS

"Organizar o Slam Camões é uma honra e uma responsabilidade 
que abraço com entusiasmo. A poesia falada tem um poder especial para 
conectar as pessoas e provocar reflexões profundas"

"O nosso objetivo é criar um ambiente acolhedor e inspirador onde c
ada poeta possa expressar a sua voz única e ser ouvido. 
Através das oficinas, performances e leituras de `Os Lusíadas`, queremos 
mostrar que a poesia é acessível, dinâmica e essencial para a nossa sociedade"

Maria Giulia Pinheiro
atriz, encenadora e poetisa 


O Slam Camões "é um testemunho do poder transformador da palavra falada" e
"uma oportunidade única para unir tradição e modernidade, 
mostrando que a poesia é uma arte viva e relevante".

"Ao dar palco a poetas contemporâneos e celebrar Luís de Camões, 
estamos a reforçar os laços culturais entre Portugal e o Brasil, promovendo 
o intercâmbio de ideias e criatividade"

José Manuel Diogo
Presidente da Associação Portugal Brasil 200 anos








para saber +

in página no Facebook do Município de Coimbra, 25.05.2024

in Coimbra.pt, Cultura, 24.05.2024

in RTP Notícias, 24.05.2024


in Diário As Beiras online, Coimbra, 24.05.2024






"Slam Camões" na Casa da Cidadania da Língua







Redação: 25.05.2024

2024/05/12

Banquete camoniano em Coimbra




O Banquete de Camões

CONFERÊNCIA

Pelo Professor José Augusto Bernardes

17 Maio 2024 | às 20:00 | Coimbra

&

Jantar temático

22,50 € por pessoa
Com pré-inscrição em: dct@cm-coimbra.pt

&

com a animação cénica do grupo Almanach



Organização:

Sabores da Escrita
Divisão de Bibliotecas e Arquivo Histórico da Câmara de Coimbra,
em parceria com





Assinalando o meio milénio do nascimento de Luís de Camões (1524/2024), o evento Sabores da Escrita evocará o episódio Ilha dos Amores de "Os Lusíadas". “Manjares, vinhos e a ideia camoniana de redenção vão estar presentes num jantar temático de homenagem ao poeta em Coimbra, no dia 17, antecedido de uma conferência intitulada "O banquete de Camões".

A iniciativa "Sabores da Escrita", no Seminário Maior de Coimbra, começará às 20:00 com a palestra proferida pelo Doutor José Augusto Cardoso Bernardes. Em A Oficina de Camões: apontamentos sobre Os Lusíadas (Coimbra: Imprensa da Universidade, 2022) o docente da Faculdade da FLUC apresenta um capítulo dedicado aos "altos manjares, excelentes vinhos odoríferos e a ideia camoniana de redenção", onde menciona a dívida de D. António, senhor de Cascais, para com o vate: a troco de uma cópia que Camões lhe fizera, em vez de "seis galinhas recheadas" este apenas recebeu meia galinha.




para saber +

DN / LUSA - Sabores da Escrita: 
in DN [online], 10.05.2024.