Mostrar mensagens com a etiqueta Exposição virtual. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Exposição virtual. Mostrar todas as mensagens

2024/06/10

Exposição camoniana virtual no Arquivo Nacional da Torre do Tombo


Luís de Camões | V Centenário do Nascimento

Exposição Virtual

2024


Arquivo Nacional da Torre do Tombo | Lisboa, Portugal








DOCUMENTOS DA EXPOSIÇÃO VIRTUAL

V Centenário do Nascimento de Luís de Camões 
Arquivo Nacional da Torre do Tombo 2024




[1.] Camões "fidelíssmo". | 25 p.; il. | .PDF - "Cópia "fidelíssima" da capa e portada do livro que mandou fazer o conde de Vimioso para os cantos de Luís de Camões e do retrato do Poeta".

[2.] Luís de Camões: documentos da Torre do Tombo. | 35 p.; il. | .PDF


[3.] Luís de Camões: Transcrição dos documento da Torre do Tombo. | 18 p. | .PDF - Transcrições dos documentos feita por: COSTA, José Pereira da - Luís de Camões e outros, in  Islenha, n.º 36 (jan.-dez. 2005), p. 42-63. - "O artigo tem transcritos os oito documentos existentes na Torre do Tombo sobre Luís de Camões".

[4.] Rostos e lugares de Luís de Camões. | 36 p.; il.| .PDF

[5.] Obras de Luís de Camões. | 41 p.; il.| .PDF

[6] Luís de Camões. Mais alguns documentos da Torre do Tombo. | 31 p. | .PDF








Nota biográfica de Camões

apresentada na introdução da exposição virtual:

"A data de nascimento de Luís Vaz de Camões 
terá ocorrido por volta do ano de 1524, 
talvez em Lisboa, filho de Simão Vaz e de Ana Sá.
A sua vida continua envolta em incógnitas e incertezas. 

Terá estado em África, no serviço das armas, onde muito provavelmente perdeu um olho. 

Em Lisboa, frequentando a corte de D. João III, levou uma vida boémia. 
Foi preso por desacatos e agressões, foi perdoado pelo rei, e partiu para a Índia. 

No Oriente escreveu a sua grande obra Os Lusíadas. 
Com a ajuda de amigos para pagar a viagem, regressou a Lisboa.

Em 1571, Camões conseguiu o alvará para impressão de Os Lusíadas. 
Em 1572 saiu a obra, em Lisboa, pelo impressor António Gonçalves. 

Em 28 de Ju­lho de 1572, D. Sebastião concedeu ao poeta uma tença anual de 15 000 réis.

A morte de Camões ocorreu em Lisboa, a 10 de Junho de 1580."

In: ANTT











Redação: 8.06.2024