Mostrar mensagens com a etiqueta Dia Internacional dos Museus. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Dia Internacional dos Museus. Mostrar todas as mensagens

2024/05/17

A edição monumental do Morgado de Mateus

 

Imagem de divulgação do evento na página do Facebook da Fundação casa de Mateus

A EDIÇÃO MONUMENTAL DE OS LUSÍADAS

Visita guiada à Biblioteca da Casa de Mateus
por José Luís Ferreira
com a leitura de excertos da Obra por José Neves
ator do Teatro Nacional D. Maria II

18 MAIO 2024 - Dia Internacional dos Museus | às 12h00

Biblioteca da Casa de Mateus | Vila Real

Entrada gratuita, 
com pré-marcação em
No Dia Internacional dos Museus e 
assinalando o meio milénio do nascimento de Luís de Camões, 
a Casa de Mateus abre a sua Biblioteca a uma visita em torno da 
Edição Monumental de Os Lusíadas, publicada em 1817 
pelo 5.º Morgado de Mateus. 

É uma das edições d'Os Lusíadas que possui anotações,
pois o Morgado de Mateus comparou criticamente várias edições da epopeia
para fazer a sua edição Monumental.
Essas outras edições também estão presentes na 
Biblioteca da Casa de Mateus.


Referência da Obra:

Os Lusiadas: poema epico / de Luis de Camões.
Nova edição correcta, e dada á luz / por Dom Joze Maria de Souza Botelho...
Paris: na Officina Typographica de Firmin Didot, 1817.




"A Edição Monumental de Os Lusíadas é uma extraordinária aventura editorial. O seu protagonista é D. José Maria, o 5.º Morgado de Mateus, matemático formado na Universidade de Coimbra, militar e diplomata. À admiração pelo poeta e pela obra, juntava a urgência de afirmar a cultura e a língua portuguesas num momento em que as tropas de Napoleão ameaçavam o país, cumprindo o seu desejo imperial.

A edição é composta por um exemplar único em dois volumes, em velino, com caracteres tipográficos únicos e com os desenhos originais, que vinculou ao Morgadio e pode hoje ser apreciado na Biblioteca da Casa de Mateus, e 210 exemplares em papel com 13 gravuras: uma por cada Canto, duas representando Luís de Camões e uma com a efígie de D. José Maria. Integra ainda um estudo intitulado "Vida de Camões", assinado pelo Morgado, e notas do editor. Uma parte importante destes 210 exemplares foi enviada aos mais altos dignitários, desde o Papa às casas reais da Europa, ou às grandes famílias portuguesas cuja instrução devia passar pelo conhecimento da obra. Uma outra parte foi distribuída por bibliotecas públicas e instituições científicas em todo mundo, para que o acesso ao poema não ficasse limitado às classes elevadas."
 Evento, Fundação da Casa de Mateus, 18.05.2024









  1. José Maria de Sousa Botelho Mourão e Vasconcelos (1758-1825), 5.º morgado de Mateus. - imagem da Edição Monumental, na página do Facebook da Fundação.
  2. Encadernação de um exemplar de Os Lusíadas editado pelo Morgado de Mateus pertencente à Biblioteca da Casa de Mateus. - imagem na página do Facebook da Fundação.
  3. Edição anotada de Os Lusíadas de 1817 pelo Morgado de Mateus. - imagem na página do Facebook da Fundação.
  4. Retrato de Luís de Camões, uma das ilustrações da Edição Monumental do Morgado de Mateus.
  5. Fundação da Casa de Mateus . - Imagem na página do Facebook da Fundação.



para saber +

in Fundação da Casa de Mateus, no Facebook, 
5 de maio de 2020 - Dia Mundial da Língua Portuguesa

in Luís de Camões - Diretório de Camonística

in Luís de Camões - Diretório de Camonística