Mostrar mensagens com a etiqueta Mirandês. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Mirandês. Mostrar todas as mensagens

2023/01/27

Maratona de leitura de Os Lusíadas em mirandês



 
 



A maratona

“Cerca de uma centena de pessoas iniciaram ontem a leitura da versão em língua mirandesa de " Os Lusíadas", numa maratona que tem uma duração prevista de 10 horas, repartida por duas etapas.
"É primeira vez, na secular história da língua mirandesa, que tanta gente se junta para fazer a leitura integral de obras escritas na segunda língua oficial em Portugal", 
disse à agência Lusa o autor da tradução de Os Lusíadas para mirandês, Amadeu Ferreira.

Segundo o escritor e investigador, até há bem pouco tempo, o mirandês era uma língua essencialmente oral e que soube resistir à erosão dos tempos.

Porém, nos últimos anos, apareceram várias obras literárias em mirandês, originais ou tradução de clássicos da literatura nacional e mundial.

A iniciativa faz parte das atividades paralelas do Festival Intercéltico de Sendim (FIS), que decorre na vila transmontana até hoje.

A leitura das primeiras estrofes de Os Lusíadas foram da responsabilidade de Domingos Raposo, o primeiro professor a lecionar a disciplina de mirandesa nas escolas do concelho de Miranda do Douro.

Do grupo de leitores fazem parte pessoas com idades compreendidas entre os sete e os oitenta anos, que em família ou a solo se mostraram disponíveis para embarcar nesta epopeia.”





A maratona registada em audio e em vídeo

MAIS UMA BEZ L MIRANDÉS NA NOSSA PAGINA DO FACEBOOK...
ye que ls Lusíadas ban ser lidos an Mirandés. La leitura de Ls Lusíadas será registada an áudio i bídeo, para assi se "preserbar a mimória coletiba dun pobo".
*
MAIS UMA VEZ O MIRANDÊS NA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK...
é que os Lusíadas vão ser lidos em Mirandês. A leitura de Os Lusíadas será registada em áudio e vídeo, para assim se "preservar a memória coletiva de um povo".
Cerca de 120 pessoas, com idades compreendidas entre os sete e os 80 anos, inscreveram-se através da rede social "Facebook" para a leitura da versão traduzida para língua mirandesa de Os Lusíadas.
Amadeu Ferreira, autor da tradução de Os Lusíadas para língua mirandesa, disse que não esperavam tantas inscrições para esta iniciativa, cujo elo de ligação é a língua mirandesa”...
A maratona de leitura está agendada para o primeiro fim de semana de agosto e fará parte das atividades paralelas do Festival Intercéltico de Sendim.
"Não se pretende que a leitura de ‘Os Lusíadas’ seja feita por pessoas com grandes dotes oratórios, mas sim que seja um ato de pertença da língua mirandesa para o país"
Segundo o especialista em língua e cultura mirandesa, mais de 60 por cento das pessoas que aderiram à iniciativa são estudantes, o que vem provar que os mais jovens começam a despertar para a aprendizagem da segunda língua oficial em Portugal.
Amadeu Ferreira diz que 
"os poemas cantados por Camões foram uma epopeia dos portugueses e, entre esses, havia gente que possivelmente falava mirandês".
A tradução de Os Lusíadas para língua mirandesa obrigou a oito anos de trabalho. Agora, será lida ao longo de uma jornada com a duração aproximada de nove horas.
"Este tipo de iniciativas tem de ser bem programada e, ao mesmo tempo, terá de haver instituições que comecem a puxar pelas pessoas para este tipo de evento cultural, de forma a preservar a língua mirandesa", 
frisou Amadeu Ferreira.
O convite para esta maratona de leitura "foi feito apenas" através das redes sociais e se a abordagem fosse de outra forma "haveria mais pessoas" a aderir a iniciativa.
A leitura de Os Lusíadas será registada em áudio e vídeo, para assim se "preservar a memória coletiva de um povo".
Toda a iniciativa será "supervisionada" por uma comissão de leitura composta por diversos especialistas em língua mirandesa e que fará todo o acompanhamento para que a leitura seja ininterrupta.








Apresentação da 
tradução de Os Lusíadas para mirandês
por Amadeu Ferreira
em Miranda do Douro 
no dia da língua mirandesa, 17.09.2010













Referências bibliográficas:

  • Ls Lusíadas: apresentaçon an banda zenhada. Luís de Camões; il. José Ruy; trad. Fracisco Niebro. Lisboa: Âncora, 2009. – [136 p.; todo il. (31cm). ISBN 978-972-780-230-2]. / 2.ª ed., 2019. – [366, [1] p.; il. (23cm)].
  • Mirandês: história de uma língua e um povo: banda desenhada. José Ruy; coord. científica Amadeu Ferreira. Lisboa: Âncora, 2009.
  • Mirandés: stória dua lhéngua i dun pobo: banda zenhada. José Ruy; coord. científ., trad. Amadeu Ferreira. Lisboa : Âncora, 2009.