Mostrar mensagens com a etiqueta Sabores da Escrita. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Sabores da Escrita. Mostrar todas as mensagens

2024/05/12

Banquete camoniano em Coimbra




O Banquete de Camões

CONFERÊNCIA

Pelo Professor José Augusto Bernardes

17 Maio 2024 | às 20:00 | Coimbra

&

Jantar temático

22,50 € por pessoa
Com pré-inscrição em: dct@cm-coimbra.pt

&

com a animação cénica do grupo Almanach



Organização:

Sabores da Escrita
Divisão de Bibliotecas e Arquivo Histórico da Câmara de Coimbra,
em parceria com





Assinalando o meio milénio do nascimento de Luís de Camões (1524/2024), o evento Sabores da Escrita evocará o episódio Ilha dos Amores de "Os Lusíadas". “Manjares, vinhos e a ideia camoniana de redenção vão estar presentes num jantar temático de homenagem ao poeta em Coimbra, no dia 17, antecedido de uma conferência intitulada "O banquete de Camões".

A iniciativa "Sabores da Escrita", no Seminário Maior de Coimbra, começará às 20:00 com a palestra proferida pelo Doutor José Augusto Cardoso Bernardes. Em A Oficina de Camões: apontamentos sobre Os Lusíadas (Coimbra: Imprensa da Universidade, 2022) o docente da Faculdade da FLUC apresenta um capítulo dedicado aos "altos manjares, excelentes vinhos odoríferos e a ideia camoniana de redenção", onde menciona a dívida de D. António, senhor de Cascais, para com o vate: a troco de uma cópia que Camões lhe fizera, em vez de "seis galinhas recheadas" este apenas recebeu meia galinha.




para saber +

DN / LUSA - Sabores da Escrita: 
in DN [online], 10.05.2024.









2016/03/18

Fome e Saciedade na obra de Luís de Camões, palestra por José Augusto Cardoso Bernardes





Fome e Saciedade na Obra de Luís de Camões

PALESTRA

por José Augusto Cardoso Bernardes
Diretor da Biblioteca Geral da U. Coimbra



18 MARÇO 2016 | na Casa da Escrita, Coimbra

Palestra, às 20h | Entrada livre
Jantar, às 21h | Inscrição Obrigatória


Organização:

Sabores da Escrita
em parceria com
Projeto DIAITA  - Património Alimentar da Lusofonia





"Embora na obra de Luís de Camões se encontrem 
alusões a vários tipos de iguarias e ementas, 
pode dizer-se que esta se caracteriza sobretudo 
pela ideia de carência (ou de “fome”). 
Em sentido amplo, a escrita camoniana é assinalada por uma forte dialética, centrada nas ideias de fome e de saciedade.
A presente palestra visa justamente sublinhar a presença estruturante 
destes dois sentidos ao longo da Lírica e da Épica do nosso poeta maior."


EMENTA DO JANTAR


Antipasto:

Pão
Picado de vaca
Galinha recheada com espargos

Sobrepasto:

Biscoitos com “conservas de doces”
Desfeito de carneiro
Peixes de molho
Escabeche de pescado

Pasto:

Caldo de peixe
"Vinhos odoríferos” e outros manjares
Licor com canela

Jantar confecionado e servido pelos SASUC, 
sob coordenação do Chef Luís Lavrador

Colaboração: Viv’Arte