Mostrar mensagens com a etiqueta Guerra & Paz. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Guerra & Paz. Mostrar todas as mensagens

2024/07/08

A obra camoniana lida por Jorge de Sena

 


Camões-Sena 500 anos de Camões na visão herética de Jorge de Sena

projecto editorial


Coleção "Novas Edições de Jorge de Sena"

Lisboa: Editora Guerra & Paz, abril 2024.









1.º volume do projecto:

O pensamento de Camões: o épico e o lírico

84 páginas
Reune quatro ensaios que Jorge de Sena escreveu nos anos 70. 

1. - “Camões, o maior poeta em português” 

Escrito para a Enciclopédica Britânica.

2. - “Camões, a aristocracia de espírito: ninguém é nobre só porque os avós o foram”

Publicado na altura do 4.º Centenário da publicação de Os Lusíadas, 1972. 

3. - “Aspectos do pensamento através da estrutura linguística d’Os Lusíadas

Apresentado na I Reunião Internacional de Camonistas, 1973.

4. - “Camões, o poeta lírico”

Acompanhou uma antologia da lírica camoniana, em edição inglesa.




2.º volume do projecto:

Os Lusíadas e a Visão Herética

21 MAIO 2024




3.º volume do projecto:

Babel e Sião

4 JUN. 2024

"Babel e Sião abre com a redondilha camoniana, Sobre os Rios Que Vão, 
logo seguida pelo Salmo 136 de David, que a inspirou. 
Segue-se, de Sena, o prodigioso ensaio Babel e Sião, de erudição deslumbrante, mostrando como Camões transformou o salmo bíblico, «numa pessoal e individualizada expressão do seu pensamento poético». 
Por fim, o conto de Jorge de Sena, Super Flumina Babylonis, 
ficção que dá vida a um Camões de que nunca se diz o nome, e que 

«tremendo todo, mas, com a mão muito firme, começou a escrever… 
Sobre os rios que vão da Babilónia a Sião assentado me achei… Riscou, desesperado. Recomeçou. Sobre os rios que vão por Babilónia me achei onde sentado chorei as lembranças de Sião e quanto nela passei… E ficou escrevendo pela noite adiante.»

Babel e Sião, a par da esplêndida erudição de um ensaio, 
é o livro em que duas criações literárias, um poema de Camões e um conto de Sena, 
nos oferecem através da «sublimação intelectual e emocional» 
o mais profundo sentido da experiência da vida e da criação poética: 
«Ditoso quem se partir para ti, terra excelente, tão justo e tão penitente que, 
depois de a ti subir, lá descanse eternamente.»"


4.º volume do projecto:

Cartas de Camões

Verão 2024









para saber +


LUSA
in Observador [online], 8.07.2014

Guerra & Paz, site da editora

Manuel S. Fonseca
In A página negra de Manuel S. Fonseca, 23.04.2024.

Isabel Coutinho
in jornal Público online, 9.04.2024.













Redação: 1.04.2024, atualizado em 9.07.2024

2024/04/11

Camões e Jorge de Sena, ou o Poeta e o Crítico num livro único


Imagem na Guerra & Paz editores


Os Lusíadas e a Visão Herética

Luís de Camões & Jorge de Sena

Lisboa: Guerra & Paz, maio de 2024

352 págs.

Durante a pré-venda da obra, a Guerra & Paz oferece 
a reprodução do retrato de Camões na Índia.



A editora Guerra e Paz comemora 
o meio milénio do nascimento de Luís de Camões
com uma edição da epopeia Os Lusíadas 
acompanhada por dois textos do ensaísta Jorge de Sena.

"Sobre os dez cantos de Os Lusíadas (1972)"

Apresentação, ou prefácio do livro, 
que é o texto escrito por Jorge de Sena para a Enciclopédia Britânica, 15.ª ed, em 1972:
"Camões, Luís Vaz de" (originalmente em inglês, com texto muito diferente).

Reproduzido em:
Trinta anos de Camões: 1948-1978: estudos camonianos e correlatos
Vol. 1, Lisboa: Edições 70, 1980, 295-304.


"Camões: novas observações acerca da sua epopeia e do seu pensamento"

Posfácio,
originalmente uma comunicação do ensaísta,
cujo texto foi escrito em Santa Bárbara, em fevereiro de 1972, 
para o simpósio Comemoração do IV Centenário de Os Lusíadas
na Universidade de Connecticut, abril de 1972, E.U.A.

Publicado/reproduzido em:
Ocidente, nova série (15.11.1972), 3-24. - Número especial.
Visages des Luís de Camões: Conférences. Paris: CCP, 1972, 145-169.
Dialéticas aplicadas da literatura. Lisboa: Edições 70, 1978, 443-488.





Para saber +




Isabel Coutinho:
in jornal Público online, 9.04.2024.