28 de janeiro de 2022

Luís de Camões: Os Lusíadas ‘vivos’ aos 450 anos - tema do JL 1339



Luís de Camões: Os Lusíadas ‘vivos’ aos 450 anos


“[...] E não há em língua portuguesa nada mais “eterno”, porque mais genial, do que a obra de Luís de Camões, que aliás tanto ajudou edificar e engrandecer, podemos mesmo dizer: a criar, a própria língua. Também, mas não só, com Os Lusíadas, de que se assinalam os 450 anos da edição princeps, Tema e capa deste n.º do JL.: tema ‘repartido’ pelo corpo do jornal e pelo suplemento de Educação, por razões que adiante se explicitam. Como se explicita que esperamos este seja só o início da publicação de muitas matérias relevantes sobre o mesmo tema, a sair até 2024, ano em que por sua vez se celebram os 500 anos do nascimento de Camões." - do editorial, José Carlos de Vasconcelos.

Quando se começa a assinalar a efeméride, o JL 1339 dedica o tema de capa à epopeia camoniana.


EDITORIAL

VASCONCELOS, José Carlos de – Camões, eterno, editorial/“Comentário” do JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 3.


Desenho de Júlio Pomar

TEXTOS-ENSAIOS INTRODUTÓRIOS

Com textos de:

PEREIRA, José Carlos Seabra – Efeméride épica de um Camões global, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 6-8.

JÚDICE, Nuno – Uma vida num poema, in JL – Jornal de Letras, secção de crónicas “Sobreversões”, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 10-11.


Luís de Camões lendo Os Lusíadas aos frades de S. Domingos
por António Carneiro

TESTEMUNHOS

Testemunhos de um ator e dois escritores:

FONSECA, António – Ir ao essencial do humano, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 12-13.

NOVO, Isabel Rio – Um homem do seu tempo, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 12-13

MELO, João de – Camões e a contra-epopeia, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 13.


Edições escolares de Os Lusíadas

NO ENSINO

Aqui, acerca da presença e ensino de Os Lusíadas nas escolas portuguesas, escrevem dois outros destacados camonistas e profs. da Universidade de Coimbra – Rita Marnoto, coordenadora da comissão para as comemorações nacionais dos 500 anos de Camões em 2024, e José Augusto Cardoso Bernardes, e ainda Daniela Pinheiro, docente do ensino básico e secundário, autora de manuais escolares e da página do Instagram “Proibido Não Ler”. 

No suplemento JL/Educação, falam sobre o Poema nas escolas:

MARNOTO, Rita – A leitura de Os Lusíadas: anacronismo e atualização, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 1-3.

BERNARDES, José Augusto Cardoso – Edições escolares: as que existem e as que faltam, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 2-3.

PINHEIRO, Daniela – Haverá lugar para Os Lusíadas na sala de aula do século XXI?, in JL – Jornal de Letras, n.º 1339 – Tema: Os Lusíadas, 450 anos (jan.-fev. 2022), p. 3-4.