10 de setembro de 2021

Camonista - José Hermano Saraiva






José Hermano Saraiva, 1919-2012

Camonista, historiador, docente e pedagogo, político e diplomata, advogado e jurista, diretor do “Diário Popular” e um rosto muito popular em programas culturais da RTP.

Casado com Maria de Lourdes Saraiva, camonista.

Conheça mais no site da DGLAB.


 



Obra de temática camoniana 

Elementos para uma nova biografia de Camões

Lisboa, Sep. Memórias da Academia das Ciências de Lisboa, Classe de Letras, 1978.

Comunicação que, com a epígrafe Os enigmas de Camões 
submeteu à Classe de Letras da Academia das Ciências de Lisboa, 
em 21 de Abril de 1977.
  • (1978) Vida ignorada de Camões. Mem Martins: Europa-América. – [398, [1] p., (21cm). Col. Estudos e documentos, 141]. / 2.ª ed. rev. e acrescentada, 1978. – [447 p., (21cm). Na mesma col. com o mesmo nº]. / 3.ª ed. rev. e acrescentada, 1994, com subtítulo “Vida ignorada de Camões: uma história que o tempo censurou”. – [529] p., (21cm). Na mesma col. com o mesmo nº].
  • (2005) A vida ignorada de Camões [Documento em braille]. Porto: Santa Casa da Misericórdia - C.P.A.C. – [8 vol. (30cm)].

RAMALHO, Américo da Costa (1977-78) Recensão crítica de: Vida ignorada de Camões, de José Hermano Saraiva, Sep. Humanitas, 29-30 (1977-78), Coimbra: Inst. de Estudos Clássicos, p. 271-288.

SILVA, Vítor Aguiar e (1979) “...um Camões bem diferente...”, Colóquio/Letras, Lisboa, n.º 47 (jan. 1979) 5-17. – reprod. em Camões: labirintos e fascínios, Lisboa: Cotovia, 1994, 9-25.

 

 

  • (1981) “Na pista de Camões”, in Estudos sobre Camões: páginas do Diário de Notícias dedicadas ao poeta no 4.º centenário da sua morte. Lisboa: INCM. – Reprod. em Vida ignorada de Camões, cap. 24: “No rescaldo do centenário”.
  • (1982) Proposta de uma cronologia para a Lírica de Camões e outras anotações camonianas. Lisboa: Academia das Ciências. – Reprod. em Vida ignorada de Camões, cap. 19: “A cronologia da Lírica”.






Sonetos / Camões

Introd., fixação do texto, comentário e notas de Maria de Lourdes e José Hermano Saraiva. 
Mem Martins: Europa América, 1985.

 – [283 p. (21cm). Col. Biblioteca Universitária, 37]. / [2.ª ed.?], 1990 – “fixação do texto, paráfrases explicativas e notas de Maria de Lourdes Saraiva; biografia do poeta de José Hermano Saraiva”. – [301, [7] p, (18cm). Col. Livros de bolso Europa-América, Grandes obras, 106. – ISBN 972-1-02101-6]. / 3.ª ed., 2007. – [301, [11] p., (18cm). Na mesma col. Grandes obras, 106].

Ditos portugueses dignos de memória: história íntima do século XVI

anotada e comentada por José H. Saraiva

Mem Martins: Europa-América, 1975?
 – [530 p., (21cm). Col. Biblioteca universitária, 13]. / 2.ª ed., 19-?. / 3.ª ed., 1997.
RAMALHO, Américo da Costa (1978) Ditos e Sentenças de Quinhentistas Portugueses, Humanitas, 29-30 (1977-78), Coimbra: Inst. de Estudos Clássicos, p. 1-19.

SILVA, Mário Justino (2004) O rei e os nobres: imagens do quotidiano nos ditos portugueses dignos de memória (século XVI). Cascais: Patrimonia. – [Publicação da tese de mestrado homónima, defendida em 2002 na Univ. Nova de Lisboa (História Moderna)].

  • (2003) Os Lusíadas / Luís de Camões; Coment. José Hermano Saraiva; il. Pedro Proença. [Lisboa]: Expresso. – Vols. ilustrados (27cm), com textos de: Canto I : Um velho em Arzila / Manuel Alegre. – [100] p.; Canto II : A casa secreta / José Eduardo Agualusa. – [120] p.; Canto III : Invocação a Calíope / Lídia Jorge. – [138] p.; Canto IV : O sonho / Fernando Campos. – [100] p.; Canto V : Estranhos pássaros de asas abertas / Pepetela. –  [98] p.; Canto VI: O apito de prata / conto original de Mário de Carvalho; Canto VII : Gente diferentíssima / Jacinto Lucas Pires. – [97] p.; Canto VIII : Que / Luísa Costa Gomes. – [100] p.; Canto IX : Diálogo na oficina / Vasco Graça Moura. – [97] p.; Canto X : A desdita da lira / Nélida Piñon. – [136] p.


  • (2007) Os Lusíadas / Luís de Camões. Comentários José Hermano Saraiva; il. Pedro Proença; rev. António Jorge Neves, António Saúde Santos. 2 vols. (27cm), 1a ed. Lisboa: Seleções do Reader's Digest. – [Vol. I: Cantos I -V. 501 p. a 2 colns; vol. II: Canto VI-X., p. 511-981, a 2 colns. – ISBN 978-972-609-525-5].

Outras edições

  • (2003-2004) História de Portugal / coord. José Hermano Saraiva. Matosinhos: QuidNovi. – V. sobretudo os seguintes vols.: 3.º v., A epopeia dos descobrimentos: a dinastia de Avis e a expansão ultramarina, por Newton de Macedo [143 p.]; 4.º vol., Glória e declínio do império: de D. Manuel I ao domínio dos Filipes, por Newton Nascimento [143 p.]; 13.ª vol., Dicionário de personalidades: Câmara a Corte-Real, 2004 [143 p.]; 23.º vol., Luís de Camões, por Hernâni Cidade, 2004 [95 p. a 2 colns.]. 

  • (1978) História concisa de Portugal. Mem Martins : Europa-América. / 2.ed. ver. e aumentada, 1978. / 3.ª, 4.ª, 5.ª eds., 1979. / ... / 8.ª ed., 1983. /  9.ª ed., 1984. / 10.ª ed., 1986. / 11.ª ed., 1987. / 12.ª ed., 1988. / 13.ª ed., 1989. / 14.ª ed., 1991. / 15.ª ed., 1992. / 16.ª ed., 1993. / 17.ª ed., 1995. / 18.ª ed., 1996. / 19.ª ed., 1998. / 20.ª ed., 1999. / 21.ª ed., 2001. / ... / 23.ª ed., 2005. / 24.ª ed., 2007. / 25.ª ed., 2011.

O Tempo dos Lusíadas

In: A Alma e a Gente, 28 Fev 2010
Um dos muito programas do Prof. José Hermano Saraiva
"Este episódio decorre no Convento de Cristo em Tomar e no Mosteiro dos Jerónimos em Belém para recordar principalmente a figura e a imensa obra do Rei D. Manuel I. Chamado a reinar num momento de profunda divisão interna, conseguiu restabelecer a paz entre as forças nacionais, ao mesmo tempo realizava uma duradoura obra de fortalecimento do poder real e actualizava a legislação aduaneira, administrativa e fiscal. A época manuelina, que começa em 1495, é o período mais grandioso, mais progressista da História nacional."